Notícias » Internacional

13 de Fevereiro de 2016
Papa e patriarca ortodoxo russo mantêm encontro histórico em Cuba
Papa e patriarca ortodoxo russo mantêm encontro histórico em Cuba
Clique para ampliar

O papa Francisco se reuniu nesta sexta-feira (12) em Cuba com o líder da Igreja Ortodoxa Russa, o patriarca Cirilo, em um acontecimento histórico no cisma de 1.000 anos que dividiu a cristandade entre Oriente e Ocidente.

"Finalmente!", exclamou Francisco ao abraçar o patriarca russo na sala VIP do aeroporto de Havana. "Somos irmãos", disse, no primeiro encontro entre os líderes das duas igrejas.

Os dois trocaram três beijos no rosto e, por meio de um intérprete, Cirilo disse ao papa: "Agora as coisas estão mais fáceis."

O encontro, previsto para durar três horas, faz parte de uma pequena pausa antes de o pontífice iniciar uma visita de cinco dias ao México, onde deve levar uma mensagem de solidariedade às vítimas de drogas, do tráfico humano e da discriminação em algumas das regiões mais violentas e pobres do país.

A reunião e a assinatura de uma declaração conjunta estavam em preparação havia décadas e cimentaram a reputação de Francisco como um estadista não avesso a riscos, que valoriza o diálogo, o estabelecimento de laços entre atores em disputa e a reaproximação a quase qualquer custo.

Espera-se que a declaração conjunta toque na principal preocupação compartilhada atualmente pelas duas igrejas: as dificuldades enfrentadas pelos cristãos no Iraque e na Síria, que estão sendo mortos e expulsos de seus lares pela facção terrorista Estado Islâmico.

O documento será assinado na ideal localização de Cuba.

A ilha, que fica bastante distante das disputas territoriais entre católicos e ortodoxos na Europa, é católica e familiar ao primeiro papa da América Latina, mas também é familiar à igreja ortodoxa por causa de seu legado antiamericano e soviético.

O Vaticano espera que o encontro melhore suas relações com outras igrejas ortodoxas e faça progredir o diálogo sobre as diferenças teológicas que separaram o Oriente e o Ocidente desde o Grande Cisma que dividiu a cristandade em 1054.

Mas muitos observadores ortodoxos descreveram a disposição de Cirilo de finalmente sentar-se com um papa como uma tentativa de reafirmar a Rússia e a ortodoxia russa em um momento em que Moscou está sendo isolado pelo Ocidente por causa de suas ações militares na Síria e Ucrânia.

Cirilo, um conselheiro espiritual do presidente russo, Vladimir Putin, lidera a mais poderosa de 14 igrejas ortodoxas independentes que se reunirão ainda neste ano na Grécia em seu primeiro sínodo em séculos.

Antes de reunir-se com o papa, Cirilo foi recebido pelo presidente cubano, Raúl Castro. Segundo agências de notícias russas, o patriarca disse a Raúl que o povo cubano "provou que tem direito de viver da maneira que acredita ser a correta".

Raúl é um dos aliados da Rússia e recebeu o papa em Cuba há cinco meses. O pontífice argentino exerceu importante papel na reaproximação entre o país e os EUA, que retomaram suas relações diplomáticas após 54 anos de rompimento.

Fonte: Folha.com


+ NOTÍCIAS


 
No ar

Com:
Horário:
Top Músicas
  • 1
    Thiago Brava Ft. Jorge

    Thiago Brava Ft. Jorge

    Dona Maria
  • 2
    Amado Batista 40 anos

    Amado Batista 40 anos

    Peão de Obra
  • 3
    Marília Mendonça part. Bruno e Marrone

    Marília Mendonça part. Bruno e Marrone

    Transplante
  • 4
    Jonas Esticado

    Jonas Esticado

    Moça do Espelho
  • 5
    Ana Vilela

    Ana Vilela

    TREM BALA
Publicidades
Enquete
Nenhuma enquete encontrada
Redes Sociais
                    
Estatísticas
    Usuários Online:  21
Copyright © 2018 - Rádio Vale do Quincoê - 550 KHz